Terça-feira, 28.06.11

Tânia Tomé no XXI Festival de Medellin na Colômbia

A cantora e poetisa Tânia Tomé volta a levar a Bandeira de Moçambique para fora do pais. Estará na Colômbia no Festival de Medellin XXI entre os dias 1 e 9 Julho. Um dos maiores festivais de poesia no mundo, coma mais 170 mil pessoas de aderência ao festival. Onde músicos, nobeis de literatura, actores mundiais já desfilaram a sua classe. A Tânia é convidada como cantora e poetisa, levando seus temas inéditos de música como Estoy Enamorada, Amar 'e bom, que ira cantar em acústico com seus dedos ao piano.

Ira dividir o palco também com a cantora  Chiwoniso Maraire do Zimbabwe,Madosini Latozi Mpahleni cantora tradicional, e do cantor Pedro Espia-Sanchis (South Africa-Spain).
Tânia também ira apresentar poesia ao lado de outros poetas, entre os quais se destacam a presença da actriz do filme HOTEL RUANDA sobejamente conhecido, o prémio Nobel de literatura 1994 Derek Walcott, entre outros vários poetas, mais 160 do mundo inteiro.
Depois desta participação, a artista moçambicana internacional ruma ao Brasil, onde estára ser uma das figuras homenageadas no TEATRO DO SESI no Rio de Janeiro. Por onde muitos artistas sobejamente conhecidos, já passearam a sua classe, como Adriana calcanhoto, augusto Martins, Gilberto Gil, Maria entre outros.
Vai actuar no Teatro sesi no dia 14, com poemas do seu mais recente livro, e no dia 15 irá fazer uma sessão de música acústica, cantando seus vários temas inéditos do seu álbum, acompanhada dos seus dedos ao piano.
Irá ainda apresentar-se, cantar e apresentar seu livro na KITABU, LIVRARIA NANDYALA, onde foi recentemente lançado o Livro sobre FELA KUTI, da autoria de CarlosMoore e Prefaciado por Glberto GIL (musico e ministro Brasileiro).
 Tânia prepara seu mais recente álbum de música e irá, ainda estar com músico Guilherme Silva no Brasil e outros músicos com Grecco Buratto e Fernando com os quais estabeleceu contacto recentemente, para estudar a possibilidade de gravar alguns temas de música no Brasil.
Nesta semana, Tânia lançou sua música e vídeo mais recente intitulada Cimbalaia.

Biografia

Tânia Tomé (www.taniatome.com ), de 29 anos e de Moçambique é cantora, compositora, actriz, poetisa ,declamadora e apresentadora de espectáculos e televisão.
Licenciada em Economia, e Pos- graduada em Auditoria e Controlo Gestão, exerce actualmente a sua função de chefe de crédito e mitigação de riscos em instituição financeira. Entrou na Universidade Católica em Portugal com 17 anos, e na conclusão do seu curso ganhou o prémio de mérito para África da Fundação Mário Soares (Presidente de Portugal) pelo bom desempenho académico e suas actividades artísticos - sociais e humanitárias ao longo da vida académica.
Como cantora inicia a música com apenas 3 anos, tendo ganho o prémio internacional de música da África Austral organizado pela OMS em Moçambique com apenas 7 anos.  E ganhou também o prémio de Musica do FEP Canção em 2001 em Portugal, porto.
Tem vindo a cantar em vários países desde Alemanha, Portugal, Botswana, Nigéria, África de Sul, Colômbia e vários outros. Tendo desfilado em palcos com Lokua Kanza, Freshlyground, Asha, Tito Paris, Bonga, Otis, Ze Afonso. A sua composição Nhi Ngugu haladza foi recentemente galardoada com o prémio música de África 2010.

Inicia-se com poesia aos 10 anos e aos 13 anos de idade que participa do seu primeiro sarau de poesia em homenagem ao maior poeta de Moçambique José Craveirinha, onde encarnava o  seu personagem (cantando e recitando seus poemas). De salientar que nesse evento o poeta ainda era vivo, e estava presente tendo Tânia o conhecido pessoalmente.
 Tânia Tome produziu e realizou o primeiro DVD de poesia em Moçambique. Criou e fundou o conceito e movimento denominado Showesia- espectáculo de poesia, (www.showesia.com) e www.showesiafestival.com .
É presidente da Associação Showesia com objectivos culturais e de carácter sócio-humanitário e directora do Festival internacional showesia.
Representou Moçambique e os Países de Expressão Portuguesa no Festival Internacional Poetry Africa em 2009, Festival Cup Of cultures 2010 (Alemanha Berlin), Festival SADC (Botwana), festival medellin (Colômbia) entre outros variados festivais.
Conta já com vários prémios internacionais entre os quais se destacam premio académico da Fundação Mário Soares (presidente de Portugal), Premio Festival da Canção, Porto, Portugal, Premio soundcity music award (África), Premio de musica da Organização mundial de Saude, Premio de Poesia Millenium Bim.

Lançou em Maio de 2010 em Moçambique seu livro de poesia “Agarra-me o Sol por tras” que é uma das referências bibliográficas da Pós-graduação em Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Finais de 2010 a editora brasileira escrituras lançou o livro “Agarra-me o Sol por tras, outros escritos e melodias” com prefácio do Brasileiro Floriano Martins e pintura de Eduardo Eloy.  O livro foi seleccionado para o prémio Portugal telecom 2011 no Brasil.
Faz parte da Antologia World Poetry Almanac 2009 (Com 190 poetas do mundo oriundos de 100 países do mundo),  representando Moçambique e os Palop , e faz parte da Antologia THE BILINGUAL ANTHOLOGY ON AFRICAN POETRY EM CHINES (这里不平静 语非洲诗选), lançada em Shangai, China.
Participa do primeiro ano de comemoração de Celebração da língua e Cultura    Portuguesa da CPLP em Moçambique, ao lado do Mia Couto e Calane da Silva.
É membro da Associação dos escritores Moçambicanos, da Associação dos músicos moçambicanos, da Associação dos Poetas del mundo e membro correspondente da Academia Rio-Grandina de Letras do Brasil.

 www.taniatome.com
 www.myspace.com/taniatome
 Musics: Listen Tania Music: http://www.reverbnation.com/taniatome

publicado por Revista Literatas às 04:23 | link | comentar
Quinta-feira, 23.06.11

Sangue Novo - 21 Poetas Baianos do Século XXI



A coletânea Sangue novo – 21 poetas baianos do século XXI, publicada pela Escrituras Editora, de São Paulo, terá lançamento em Salvador, no dia 23 de julho de 2011, das 10 às 14 horas, na livraria LDM Multicampi, na Rua Direita da Piedade.Sangue novo conta com organização do poeta José Inácio Vieira de Melo e com apresentação do escritor Mayrant Gallo. A ilustração da capa é de Fernando Aguiar, artista plástico e poeta português.

Relação dos 21 poetas:

Alexandre Coutinho
André Guerra
Bernardo Almeida
Caio Rudá de Oliveira
Clarissa Macedo
Daniel Farias
Edson Oliveira
Érica Azevedo
Fabrício de Queiroz
Gabriela Lopes
Georgio Rios
Gibran Sousa
Gildeone dos Santos Oliveira
Janara Soares
Lidiane Nunes
Priscila Fernandes
Ricardo Thadeu
Saulo Moreira
Vânia Melo
Vanny Araújo
Vitor Nascimento Sá 

Extraido do blog do Poeta José Inácio Vieira de Melo: http://jivmcavaleirodefogo.blogspot.com
publicado por Revista Literatas às 07:51 | link | comentar

Dois Córregos recebe o V Festival Internacional de Poesia

Palestras e oficinas fazem parte do evento que neste ano traz Doutores da Alegria e Marina Colasanti, entre outros poetas
nacionais e internacionais
 


A capital brasileira da poesia vai abrigar nos dias 1, 2 e 3 de julho o V Festival Internacional de Poesia. O evento acontece em Dois Córregos desde 2007 e foi idealizado pelo poeta e empresário, José Eduardo Mendes Camargo.  
 
Com o tema “Poesia, a arte do encontro”, o Festival tem como objetivo disseminar a criação poética entre a população em geral. O evento é gratuito e destinado a poetas, escritores, educadores, estudantes e pessoas interessadas no assunto.  

Neste ano o evento será aberto pelos Doutores da Alegria que desde a década de 90 trabalham em conjunto com profissionais de saúde para auxiliar na rápida recuperação de crianças hospitalizadas. O grupo apresentará a palestra/espetáculo “Profissão Palhaço”. A programação também inclui a participação de importantes poetas nacionais e estrangeiros, como Paula Wenke, responsável pela criação do Teatro dos Sentidos, que se baseia em técnicas de encenação para uma plateia de deficientes visuais e/ou pessoas com os olhos vendados, adaptando textos com o intuito de provocar o tato, olfato, audição e paladar. Através da palestra “Poesia Multimídia”, Paula apresentará seu livro Zoom in Zoom out, onde faz a poesia extrapolar o verso.  
Entre os palestrantes estão os poetas Paulo Netho e José Ricardo Grilo este se apresentando com o músico Adriano Dirribeira; a secretária de educação de Dois Córregos, Rosa Laura Garcia Calacina; o poeta, ensaísta e cronista Affonso Romano de Sant´Anna; a escritora, jornalista e pintora Marina Colasanti; a poetisa, cronista, tradutora e compositora Flora Figueiredo; o escritor e poeta Luiz Coronel; o poeta Saldanha Legendre, além dos poetas Carlos Vásquez Tamayo, da Colômbia, Alfredo Fressia, do Uruguai e a poetisa portuguesa, Ana Vieira.  
A íntima ligação de Dois Córregos com as palavras, e sua vocação para disseminar a literatura, surgiu há 16 anos. Em 1995, José Eduardo Mendes Camargo, que se descobriu poeta na maturidade, criou o Instituto Usina de Sonhos, entidade sem fins lucrativos reconhecida pela UNESCO (Órgão das Nações Unidas para o Desenvolvimento da Cultura) e referendada pelo Ministério da Cultura (MinC), que tem como missão inserir o ser humano desde a infância, nas várias formas de linguagem, em especial, a poética. 
O evento acontece de 1 a 3 de julho, no Hotel Estância Santa Paula, localizado na avenida Gofredo Schilini, s/n, em Dois Córregos. 
O V Festival Internacional de Poesia é um projeto realizado com o apoio do Governo de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural 2010 (ProAc). 

Programação:
Dia 1º de julho, sexta-feira:
09h00 Abertura Oficial do Evento
09h30 – Palestra/espetáculo “A Profissão Palhaço”, com os Doutores da Alegria
11h00 Oficina de Poesia “Soprador de Palavras”, com Paulo Netho
14h00 Palestra “Sobre Dragões e Sonhos”, com José Ricardo Grilo e Adriano Dirribeira
15h30 – Poesia na Escola, com Rosa Laura Garcia Calacina 
Dia 2 de julho, sábado:
09h00 Palestra “Conversa”, com Affonso Romano de Sant´Anna
10h30 – Palestra “Poesia desde sempre”, com Marina Colasanti
14h00 Palestra “Poesia, Rima e Melodia”, com Flora Figueiredo
15h30 Palestra “As múltiplas faces da criação”, com Luiz Coronel
16h30 – Palestra “A poesia de Carlos Saldanha Legendre” 
Dia 3 de julho, domingo:
09h00 – “Poesia Multimídia”, com Paula Wenke e seu livro Zoom in Zoom out
10h30 – Versos diversos com os poetas Carlos Vásquez Tamayo, da Colômbia, Alfredo Fressia, do Uruguai e a poetisa portuguesa, Ana Vieira.
12h00 – Encerramento 
Serviço:

V Festival Internacional de Poesia
Data: 1, 2 e 3 de julho de 2011 
Local: Hotel Estância Santa Paula
Endereço: Avenida Gofredo Schilini, s/n - Dois Córregos (SP)
Horário: sexta e sábado, das 9h às 17h30 e domingo, das 9h às 12h
Telefone: (14) 3652-1265/ 3652-2288

 

Informações para a imprensa:
Audrey Fernandes
(16) 8181-3287
Fabíola Quadros
(11) 9211-8134
publicado por Revista Literatas às 07:18 | link | comentar
Terça-feira, 14.06.11

Maputo: Preparativos para VIIº Festival Nacional da Cultura


Fazedores de cultura atentos aos preparativos

Por Eduardo Quive

O Ministério da Cultura e os intervenientes da cultura nacional, discutiram na passada quarta-feira em Maputo, o regulamento da próxima edição do Festival Nacional da Cultura, que acontecerá pela sétima vez em 2012.

De acordo com os fazedores da cultura reunidos nesta sessão, salienta-se importante que se tome atenção na logística, pois a partir desta, poderá ser alcançado o maior objectivo, que é o de, juntar o que melhor se tem em termos de arte no país e se exibir em boas condições.

Os artistas chamaram a atenção para a fase dos apuramentos, para que de facto, se leve para a fase final do festival, grupos que merecem lá estar.

Já o Ministro da Cultura, Armando Artur, enalteceu as contribuições dos intervenientes culturais, reiterando que o Festival Nacional da Cultura é de todos moçambicanos, e constitui oportunidade para que a identidade cultural dos moçambicanos esteja reactivada e reconhecida internacionalmente.

Ainda no encontro, o Ministério da Cultura procedeu com a apresentação da sua página oficinal na Internet, onde disponibilizará informações institucionais e os valores culturais do país.

O site constitui uma plataforma para a divulgação das potencialidades artísticas do país, bem como das acções do governo inerentes ao sector da cultura, sendo por esta razão que se reuniu os intervenientes nesta área.

 


Nampula capital da cultura em 2011

No Norte de Moçambique, foi escolhida a cidade de Nampula para acolher a mais prestigiada festa da cultura com maior exaltação dos valores culturais dos moçambicanos, onde várias expressões intercalam-se uma vez em cada dois anos.

Uma das estratégias definidas pelo Ministério da Cultura, é fazer com que, durante todo o ano 2012, todo o movimento artístico–cultural do país, tenha em vista a cidade de Nampula como o centro das atenções.

Armando Artur, referiu que ao adoptar esta estratégia, o objectivo do Ministério da Cultura, é fazer com que, o Festival Nacional da Cultura ganhe mais valores a serem aproveitados para o sector turístico e para a difusão da diversidade cultural, permitindo assim que se mobilizem mais recursos para o mesmo.

Deve-se também, segundo o Ministro da Cultura, mostrar o valor e a importância da cultura para que haja mais investimentos, parcerias e orçamento para esta área, o que poderá favorecer os seus fazedores e o país no geral.

publicado por Revista Literatas às 04:18 | link | comentar

VIII Semana do Eescritor Chapecoense 17 a 23 de junho de 2011



A Prefeitura Municipal de Chapecó, através da Fundação Cultural Chapecó, da Associação Chapecoense de Escritores (ACHE) e Escritores Independentes, tem a honra de convidar Vossa Senhoria e Digníssima Família para a VIII SEMANA DO ESCRITOR CHAPECOENSE.
A VIII Semana do Escritor Chapecoense se constitui em um evento alusivo ao dia 17 – “Dia do Escritor Chapecoense”. Visa fomentar a área de Literatura, através de estímulo à leitura, intercâmbio cultural e valorização dos escritores locais.
A programação encontra-se também amparada por lei municipal, idealizada pela ACHE e aprovada pela Câmara de Vereadores de Chapecó.
Foi elaborada uma programação variada, contemplando: lançamentos de livros, debates, oficinas, exposições, momentos musicais e literários, para aproximar os leitores e os escritores, ampliando assim o diálogo cultural.
O evento terá início no dia 17 de junho de 2011, sexta-feira, às 19h30min, na Galeria Municipal de Arte Dalme Grando Rauen.
Em anexo, segue a programação.
Cientes de Vosso apoio à Cultura, desde já agradecemos a participação.
Atenciosamente.
ROSELAINE VINHAS
Diretora-Presidente
Fundação Cultural Chapecó

GRASIELI CANELLES BERNARDI
Articuladora de Literatura
Fundação Cultural Chapecó
ANAIR WEIRICH
Presidente
ACHE - Associação Chapecoense de Escritores


Programação
VIII Semana do Escritor Chapecoense
17 a 23 de junho de 2011

17/06 (sexta-feira) – Abertura – 19h30min – Galeria Municipal de Arte Dalme Grando Rauen (Praça Coronel Ernesto Bertaso)
- VI Edição dos Retratos Literários
18/06 (sábado) – Biblioteca Pública Municipal Neiva Costella(Calçadão)
- 15h
– Encontro de leitores
- 19h30min - Momento Musical com Jakson Kreuz
- Lançamento da Antologia Poética em comemoração aos 25 Anos da Associação Chapecoense de Escritores - ACHE
19/06 (domingo) – Praça Coronel Ernesto Bertaso (em frente à galeria de artes)
- Varal Literário e mateada – ACHE e escritores independentes - tarde
- 15h - Lançamento do livro Tic-tac: sons da infância de Anair Weirich
- Momento teatral com Quadros Poéticos da Fundação Cultural Chapecó
- Momento literário com Literatório da Unochapecó
- Feira de livros de escritores locais
- 17hLançamento do livro A Menina que engolia palavras (bilíngue: português e libras) de Dinara Tessari
Obs: Se chover, a programação será transferida para o Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês
20/06 (segunda-feira)
Escola Estadual Tancredo Neves (Efapi)
- Manhã – Sarau Literário com escritores chapecoenses
Colégio Pedro Maciel (em frente ao Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês)
- Tarde
- Contação de Histórias com Eva Trierveiler
- 19h30min - Lançamento do Livro Disputas Antigas e outras Citações de Mara Paulina Arruda
- Conversa sobre Leitura e Cartonaria com Cristiano Moreira – Instituto Caracol
Obs: Se a greve nas escolas estaduais continuar, a programação será transferida para a Biblioteca Pública Municipal Neiva M. A. Costella
21/06 (terça-feira)
- 15h – Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês
- Reunião de Trabalho do Plano Municipal de Cultura – Setor: Livro, Leitura e Literatura
- 17h - Lançamento do Livro Grimpas do Sul – Sonetos de Ligório de Afonso Martini
- 19h30min – Biblioteca Pública Municipal Neiva Costella (Calçadão)
- Lançamento da Coletânea Comemorativa aos 30 anos da Poesia de Inês Roani - 2ª Edição
- Recital poético (escritores)
- Debate - Panorama da Literatura Catarinense com Camila Miotto (SESC)
22/06 (quarta-feira) – Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês
- 14h às 17h e 18h às 21h
- Oficina - História, conceitos e usos da linguagem escrita com Rubens da Cunha (público acima de 12 anos – inscrições na Fundação Cultural Chapecó)
- 17h – Apresentação do Livro Seringal: o mundo dos bravos de Marco Aurélio Nedel
23/06 (quinta-feira) – Encerramento – AABB – 19h30min
- Momento Musical com Luiz Mello
- Entrega do Troféu José Hertz – Prêmio Amigos da ACHE
publicado por Revista Literatas às 03:24 | link | comentar

Oficina de Literatura de Cordel com José Acaci


RELEASE

A IMPORTÂNCIA DE UMA OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL

Historicamente a literatura de cordel foi utilizada como incentivadora da leitura. No Brasil é comum encontrar pessoas que afirmam ter aprendido as primeiras letras por influência direta deste tipo de literatura. A valorização do cordel vem aproximar os alunos à cultura popular e ao prazer de ler. O Uso do Cordel na Sala de Aula passou a ser uma ferramenta cada vez mais necessária e acessível em função da sua qualidade literária, que chama a atenção por utilizar a rima, a métrica e a musicalidade da poesia para mostrar enredos interessantes, divertidos e educativos. O cordel, como patrimônio histórico e cultural do povo brasileiro, pode e deve ser utilizado como instrumento de estímulo à leitura e à escrita e como recurso pedagógico para discussão da discriminação racial, da consciência ambiental, do combate à violência e vários outros temas sociais.
Participar de uma Oficina de Literatura de Cordel é ter acesso a um conjunto de informações que podem levar uma pessoa a descobrir novas maneiras de ver o mundo e, quem sabe, descobrir-se poeta.

OS TEMAS ABORDADOS NUMA OFICINA
Uma Oficina de Literatura de Cordel, ministrada pelo professor e poeta cordelista José Acaci, preza pelo ensino dos vários temas associados à literatura de cordel, como:
1-     O estudo da história da literatura de cordel e sua importância cultural.
2-     O estudo dos vários estilos de se escrever cordel como: quadras, sextilhas, setilhas, quadrões,  décimas, etc.
3-     O estudo das várias formas de rima como: rima rica, rima pobre, soante, toante ou aparente.
4-     O estudo da métrica, ou seja, a quantidade de sílabas poéticas de cada estrofe, combinando com o estilo escolhido pelo autor. O aluno aprende a contar e separar as silabas poéticas e as sílabas gramaticais e estuda a harmonia musical da sonoridade de acordo com o estilo escolhido pelo cordelista, facilitando assim a escrita na métrica correta.
5-     O incentivo à produção de poesia.
6-     A reprodução de Xilogravuras. 

 
METODOLOGIA

Os temas são estudados de forma pedagógica e sistemática. Partindo da rima e da métrica, o oficineiro usa sua experiência adquirida ao longo de cinco anos ministrando
oficinas e aulas no projeto O Uso do Cordel na Sala de Aula e toda a sua vivência com a cultura nordestina para mostrar exemplos dos vários estilos da construção da poesia cordelista e, usando o violão e às vezes o pandeiro, incentivar os alunos a cantarem as poesias e a se sentirem incentivados a construir estrofes de quadras, sextilhas, etc.
 
_____________________________________________________________________
O OFICINEIRO

José Acaci é professor, compositor e poeta cordelista. Toca violão e viola caipira e, por ser filho do cantador repentista Chagas Ramalho, convive com a poesia desde o dia que nasceu.

Autor de mais de mais de sessenta folhetos de literatura de cordel, lançou o seu primeiro livro Histórias de Rio pequeno, no ano 2006. O CD Cordas e Cordéis, no ano 2007. O CD Do Cordel à Embolada, no ano 2009 e o livro Conselhos Pra Juventude em dezembro de 2010.

Nos últimos seis anos o poeta trabalha no projeto O Uso do Cordel na Sala de Aula, que é aplicado em Escolas Municipais de Parnamirim/RN, no qual leva o incentivo à leitura, o estudo e a valorização do meio ambiente, o conhecimento da cultura nordestina e a importância dos valores humanos e sociais através da literatura de cordel.

Semestralmente Acaci participa da Semana BNB de Oficinas Culturais. Projeto que leva às cidades do interior do Rio Grande do Norte, oficinas de Teatro, Rádio, Vídeo, Fotografia, Produção de Projetos e Literatura de Cordel.

Consul Poeta Del Mundo, pela Embaixada Mundial da Paz, com sede no Chile, Acaci é Membro da SPVA _ Sociedade dos Poetas Vivos a Afins do RN e, pelos seus trabalhos e sua contribuição à cultura popular, já recebeu várias homenagens de escolas públicas do RN e de entidades como o Serviço Social do Comércio do RN – SESC/RN,  da Aliança Francesa, além dos títulos:
Mérito Cultural Luiz da Câmara Cascudo, concedido pela Academia Caxambuense de Letras/MG e,
Mérito Poético Olegário Mariano, pela Sociedade Brasileira de Dentistas Escritores.
A sua paixão pela arte e pela educação o levou a escrever as poesias que compõem o livro CONSELHOS PRA JUVENTUDE, que foi premiado no Prêmio Mais Cultura de Literatura de Cordel – Edição Patativa do Assaré - 2011.

publicado por Revista Literatas às 02:37 | link | comentar
Sexta-feira, 03.06.11

Comunicado da Academia Pan Americana de Letras e Artes

APALA
Academia Pan Americana de Letras e Artes
Fundada em 12 de Agosto de 1981
    
                            
                           Rio de Janeiro, 01 de Junho de 2011

         
Caríssimos confrades,            

Continuaremos, neste mês de Junho, as actividades académicas de nosso sodalício. A  APALA completará 30 anos de sua fundação, no dia 12 de Agosto.

As nossas sessões acontecem na 2ª sexta-feira de cada mês, com início às 16 horas e término às 18 horas.

Em nossa reunião de Junho teremos a palestra a ser proferida pelo Profºª. LUIZ POETA, intitulada:  AS DORES E AMORES DE DOLORES DURAN".
     
Tragam seus textos e os apresentem na hora de arte. Sua presença será a maior retribuição ao nosso trabalho académico.            
Ao final, será servido o costumeiro lanche de confraternização.
      
          Atenciosamente,
                                                              
                                                      
BENEDITA AZEVEDO – Presidente

Local:   Auditório da FALARJ
R. Teixeira de Freitas, Nº 5, 3º andar, sala 303, Passeio Público   – RJ

publicado por Revista Literatas às 06:00 | link | comentar

A Revista Literatas

é um projeto:

 

Associação Movimento Literário Kuphaluxa

 

Dizer, fazer e sentir 

a Literatura

Julho 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisar neste blog

 

posts recentes

subscrever feeds

últ. comentários

Posts mais comentados

tags

favoritos

arquivo

blogs SAPO