Inspiração

Octávio Danila - Lichinga
Ficou para atrás tudo que me meça
Ficou para atrás o tempo de uma infância
Ficou para atrás os lugares e mistérios
Ficou para atrás tudo
Otempo encarnou-se no meu suspiro
Carregou os meus amuletos
Deixou mágoas do passado
Neste quarto deixo-me flutuar
Deixo tudo ate o meu respirar
Deixo que a poesia me julgue
Deixo que as palavras me embriaguem
Deixo o silêncio me revelar
Deixo tudo que esteja vivo
Deixo a alma corpo deixo-me morto
Recolha por: MUKURRUZA
publicado por Revista Literatas às 14:48 | link