Coração em Leilão

Jessemusse  Cacinda – Nampula

 

Quero dispir verdades com a minha caneta

Quero este poema recitar em todo planeta

Eis que sabereis vós que é a procura de perfeição

Que vou mesmo leiloar o meu coração

 

Mereço ser completamente amado

Como os Deuses altamente adorado

Sem limites considerado

Como qualquer, um respeitado

 

Vou pô-lo em leilão

O meu espiritualista coração

Não me num simples louvor

Mas este coração vai para quem me der mais amor

 

Em vossas mãos entrego este coração

Dêm muito amor porque está em leilão

Procura duma moça amadora

 Que neste circuito de leilões será sem dúvidas a vencedora

publicado por Revista Literatas às 10:33 | link