Tu és

Autor do Artigo
De: Izidine Jaime - em Maputo

Tu és …
Tu és o meu nobre aconchego
bela a magia que te fez mulher
abraço o vento do ar que respiras e ganho o sossego

e o espírito da tua sensualidade
morde-me a alma

Ai!!
Não quero
não quero mesmo querendo,
tocar-te!
Sentir-te!
vaguear nos galanteios dos pontos cardiais do teu corpo
brindar teus encantos e ebulir-me todo

Tu és...
Tu és delírio eufórico do meu ser
Tu és sismografia as sensações do meu desejo carnal
vibro e enlouqueço nos teus braços, me transformo em canibal
e te como crua...
como-te nua, sedento à outras posições de prazer

tags: ,
publicado por Revista Literatas às 05:50 | link