A Noite


Nico Tembe – Maputo

A noite chama-te para dançar
A rumba das estrelas e da lua...
A noite te faz despertar
Sem sono de não acordar,
Mas de penetrar em cada virada sua

Já paraste para perguntar sua mente
Se esta alegre ou descontente
Com esse retoque diferente
Que na noite se faz presente

Consciente
Do deluviu confidente
Que te faz acordar de repente

Será?
Que ansiedade não cala
Se faz pregar em sua cara
De um amanhã que já te fartará
Dessa insónia dormente.
A Noite
publicado por Revista Literatas às 06:39 | link