À VIDA

TXOPA-TXAPO - Mafalala
Arrone Valentim Maússe

se à vida que é à vida,
se não pudesse olhar
por quem a vive,
não seria o que é,
bela, rica, alegre,
por isso ame à vida,
com amor
Com paixão
e seja prudente com ela.
publicado por Revista Literatas às 08:02 | link | comentar